2ª Conferência de Saúde Mental do ISPTundavala

2ª Conferência de Saúde Mental do ISPTundavala

2ª Conferência de Saúde Mental do ISPTundavala álbum de fotografias em...

CURSOS 2018

CURSOS 2018

Novos cursos em 2018 1- Ciências Farmacêuticas; 2- Design de Moda; 3-Design Gráfico.  

  • 2ª Conferência de Saúde Mental do ISPTundavala

    2ª Conferência de Saúde Mental do ISPTundavala

    terça, 10 outubro 2017 09:10
  • CURSOS 2018

    CURSOS 2018

    quarta, 19 julho 2017 09:12
  • Saiba mais sobre Cavalos

    Saiba mais sobre Cavalos

    quinta, 28 julho 2016 11:44

2ª Conferência de Saúde Mental do ISPTundavala

2ª Conferência de Saúde Mental do ISPTundavala

álbum de fotografias em facebook.com/isp.tundavala

Foto de Instituto Superior Politécnico Tundavala.

«DIGNIDADE NA SAÚDE MENTAL: PRIMEIROS SOCORROS DA SAÚDE MENTAL E PSICOLÓGICA PARA TODOS »
Síntese da II Conferência sobre saúde mental do ISPT

No âmbito do 10 de Outubro, em que se comemora o dia da saúde mental, nos dias 05 e 06 de Outubro, foi realizada a II conferência de saúde mental no sentido de reflectir em torno das questões ligadas à saúde mental e proporcionar a comunidade académica e civil um momento de partilha de conhecimentos, divulgação de estudos realizados com amostras angolanas e não só na área de saúde mental.

A conferência contou com a presença de várias entidades. Destacamos e agradecemos a participação da Professora Doutora Madalena Alarcão, Vice-reitora da Universidade de Coimbra, das entidades nacionais provenientes da província de Luanda, Dr. João Augusto, Dr.ª Ariete Rosário e Dr.ª Hildelise Gonzalez. Destacamos com o mesmo nível de importância, todos os presentes da província da Huíla as Exmas. Sr.ª Administradoras Municipais do Quipungo e da Humpata, Reitor da Universidade Mandume-ya-Ndemufaio, Decano da Faculdade de Medicina, Director do ISCED do Lubango, Directores e Representantes dos Hospitais Central, Psiquiátrico, Militar e Pediátrico, Representante do MAPESS, Médicos Psiquiatras, Psicólogos, Enfermeiros, Docentes e estudantes.

Foram apresentadas duas conferências, oito comunicações e uma mesa redonda. Os temas incidiram sobre várias temáticas como educação e parentalidade, violência, gravidez e infertilidade, psicologia clínica e da saúde.

A nota de boas vindas foi feita pela Professora Doutora Margarida Ventura, Directora do ISPT que ressaltou a importância do evento e a sua preocupação com as questões ligadas a saúde mental e a psicologia.

O discurso de abertura foi feito pelo Dr. Altino Matias, Director Provincial da Saúde em representação à Exma. Sr.ª Vice-Governadora para a esfera social, Dr.ª Maria João Chipalavela, e incidiu sobre a estatística concernente aos casos de doença mental na Huíla.

O grupo coral do ISPT brindou-nos como tradicionalmente, com o seu repertório musical angolano e o grupo teatral do ISPT trouxe um diálogo entre as doenças mentais para destacar que as doenças são entidades separadas das pessoas e, por isso, a nossa luta será sempre contra as doenças e não contra as pessoas.

A primeira conferência com o tema «Como nos preparamos para enfrentar as doenças mentais» revelou-se um momento de grande aprendizagem e forneceu guideliness claras e objectivas, não só a nível técnico como prático, de como lidar com a frustração, stress e com a doença.

As comunicações sobre educação e parentalidade apresentaram dados relevantes sobre estados de ansiedade e funcionamento familiar dos estudantes de psicologia do ISPT. Relativamente a parentalidade em amostras étnico-africanas o estudo documental mostrou que determinadas características tocantes a diversas variáveis parentais são similares em amostras afro-descendentes. Este estudo ressaltou a grande necessidade de se desenvolverem estudos em contexto africano e com amostras africanas.

Relativamente ao painel sobre violência foi abordado que os conflitos são inerentes as relações humanas, porém a violência constitui um grande obstáculo a concretização integral dos direitos humanos. Na nossa sociedade existem diversas formas de subjectivação da violência e que a legislação pode ser um veículo para reduzir os casos de violência.
No painel sobre a gravidez e a infertilidade ficou evidente que a gravidez na adolescência coloca um grande obstáculo a continuidade do futuro dos jovens e que as suas implicações são a todos os níveis.

Outros dados mostraram que as mulheres que convivem com o HIV/SIDA apresentam baixa qualidade e satisfação com a vida e que as mulheres que convivem com o diagnostico de infertilidade enfrentam vários constrangimentos e são excluídas, em algumas situações. Estes estudos nos fazem pensar sobre como ajuda-las uma vez que em Angola embora a taxa de natalidade seja elevada os casos de infertilidade são cada vez mais frequentes
.
No dia 06, a primeira conferência procurou despertar nos participantes novas formas de pensar sobre a saúde mental e trouxe propostas simples e modestas, porem inovadoras sobre as novas tendências e paradigmas na saúde mental. Ressaltou que mais do que criar modelo novos devemos repensar nos modelos clássicos e adapta-los à nova realidade social, gerando deste modo novas tendências.
Seguidamente foram abordados temas sobre a dor aguda no contexto angolano e as narrativas e discursos sobre a depressão e ficou esclarecido que a dor e a depressão são conceitos/construtos muito permeáveis aos discursos culturais dominantes.

Para fechar o reportório de apresentações fomos brindados com uma mesa redonda onde se reflectiu sobre os novos caminhos para a saúde mental numa perspectiva multidisciplinar o que permitiu novos debates e uma visão abrangente e esclarecedora. Com esta mesa podemos repensar e re-significar o conceito de doença mental.

Assim, as dezasseis horas e cinquenta e cinco minutos demos por encerrada a II conferência de 2017 e não poderíamos deixar de agradecer a comissão organizadora, científica e técnica (na pessoa do Sr. Armando António), ao secretariado e ao protocolo, que dedicaram o seu empenho à concretização desta actividade.

Agradecemos de igual modo aos prelectores pelo seu tempo e disponibilidade, bem como a todos os professores, estudantes e a todos que nos brindaram com a sua presença.

A todos, muito obrigada!

Por: Dulcineia de Carvalho


álbum de fotografias em facebook.com/isp.tundavala

CURSOS 2018

Novos cursos em 2018


1- Ciências Farmacêuticas;

2- Design de Moda;

3-Design Gráfico.